quinta-feira, julho 30

FLASH 11

Eu sou do tempo em que a mãe mandava e a gente obedecia. Simples assim. E lá estava eu, nos meus 7 ou 8 anos, na beira do rio com um saco de papel com gatinhos recém nascidos dentro e, por ordem da mãe, deveria jogá-los na água. Fiquei ali aterrorizada com essa ideia, pensando em como eles iriam morrer lentamente: afogados. Me faltava coragem, eu chorava, mas deveria obedecer.
Pensei então que seria melhor eles morrerem mais rápido e joguei com toda a minha força aquele saco contra a ponte de cimento por sobre o rio. Antes que o saco batesse na ponte eu me virei de costas, tampei os ouvidos e corri de volta para casa. Amedrontada, triste.
Até hoje essa imagem volta à minha mente e me sinto muito mal.
As mães, ás vezes, podem ser muito cruéis.

Flashes de vida.

terça-feira, julho 21

FLASH 10

Eu queria aprender a andar de bicicleta então, meu irmão Carlinhos, resolveu me ensinar. Fomos os dois, ele no selim e eu no cano. Em um certo momento ele largou o guidão e disse:
- Vai, leva você agora.
E fomos os dois parar dentro do rio.

Flashes de vida

segunda-feira, julho 20

FLASH 9

E lá estava eu toda arrumada, vestido novo, ansiosa, esperando por ele. Cada encontro era especial, era muita paixão. Quando o vi chegando meu coração disparou, como sempre. Ele se aproximou e só então vi que ao seu lado estava outra garota, de mãos dadas. Veio até mim e disse:
- Oi, esta é minha namorada.
Eu perdi o chão, o ar e daí pra frente, durante muito tempo, a vontade de viver.
Um homem pode ser muito cruel, muito!

Flashes de vida

sexta-feira, julho 3

FLASH 8


Eu estava cheia de problemas, de todos os tipos, e não enxergava uma solução para nada. Morando longe de toda a família, minha mãe tinha acabado de se acidentar e estava hospitalizada. Ela era a única voz com que eu contava de vez em quando. Resolvi então ligar para uma pessoa, até hoje eu nem sei o motivo porque essa pessoa nem era assim tão próxima a mim.

A pessoa atendeu o telefone e, quando soube que era eu, logo foi dizendo:
- Olha, se for dinheiro que você quer, eu sinto muito, mas tenho gastado muito com isso e com aquilo e estou com problemas em casa, blá blá blá blá e blá.
- Não é nada disso não, eu só queria dizer que, se você precisar, eu estou aqui. Respondi já segurando o choro e desliguei.
Voltei para casa ( eu estava num orelhão) e senti que esse chute forte que levei mudaria para sempre a minha vida.
Não era dinheiro que eu precisava, eu queria alguém para conversar, contar meus problemas, como tantas vezes eu fiz com os outros. Achei que essa pessoa, por ser da família, iria me ouvir e ajudar a resolver.
A partir disso eu soube que tudo o que acontecia em minha vida e dos meus filhos era um problema exclusivamente meu e de mais ninguém, e só eu resolveria. Esse chute, de alguma forma, me fez tomar outro rumo e crescer.
E assim foi e é. Por isso não admito que ninguém me repreenda por nenhuma atitude que eu tome na minha vida.

Flashes de vida.

sexta-feira, junho 26

FLASH 7

Então a mocinha recém casada me perguntou, após pagar pela primeira vez sua conta de luz:
- O que eu faço com essa conta agora?
Eu respondo:
- Você tem gaveta no seu armário de cozinha?
- Sim. Ela diz.
- Então vai colocando lá tudo o que você pagar. Expliquei.
E ela foi embora feliz da vida!

Flashes de vida.

quarta-feira, junho 24

FLASH 6

...- Mãe, mãe, mãe... Eu gritava como louca porque havia visto um balão caindo pertinho de mim, pela primeira vez!
Minha mãe costurava e se assustou.
Resultado: Apanhei.

Flashes de vida.

FLASH 5

...Na beira da represa pescando, eu e o pai, começa a chuva, vamos para dentro da água que é mais quentinho. O pai sabia tudo, nunca duvidei...

Flashes de vida

sábado, junho 20

FLASH 4

...Aquele cheirinho de boneca nova não tinha preço. Boneca de feira, sem cabelo, olhos pintados, mas a roupa... a roupa era minha mãe quem fazia. Alegria era tão fácil nesse tempo e vinha com o Natal...


Flashes de vida.

FLASH 3

...Em cima do telhado, escondidas, comendo bananas maçã, uma verdadeira, emocionante e gostosa aventura na companhia de minha irmã. Tempos em que a vida era leve....

Flashes de vida.

FLASH 2


...Estávamos subindo a escada. Ele parou no meio, segurou o meu braço e me beijou. Uma sensação de flutuar foi o que senti. Continuamos a subir e a ser amigos. E assim foi o primeiro beijo...


Flashes de vida.

FLASH 1



...Então pedi para a minha amiga me mostrar onde estava o carro dele (eu era completamente míope e não queria usar óculos). E era tanta paixão que eu entrei no carro e esqueci de apresentá-la, simplesmente batendo a porta. Ela me perdoou, claro, afinal era muuuuuuuuuuuuita paixão. E nesse dia tinham duas alianças penduradas na trava do quebra-vento do fusca...

(flashes de vida)

domingo, novembro 17

A INVEJA


Tem pessoas que passam a maior parte de suas vidas no casulo, de medo de serem invejadas por suas lindas asas multicoloridas. Felizes são suas amigas lagartas que rapidamente renascem, saem e voam, sobrevoam lindos jardins e simplesmente VIVEM!

Atenção: A inveja é um mal apenas para quem sente. Não se contamine.

domingo, junho 16

DIAS TRISTES!


Hoje estou triste, muito triste.
Vi aqueles rostos jovens cheio de ideais, com flores na mão, 
sorriso no rosto, a mais pura cara de um espírito jovem
cheio de força, alegria e sentimento de poder pelo amor
e pela paz!
Ao mesmo tempo vi porcos, imbecis, raivosos, cheios de ódio estampado em seus rostos, 
cheios de poder atrás de uma farda, empunhando suas armas que machucam não apenas a carne, fere fundo nos corações desses jovens e do meu.
Como acreditar num futuro melhor se nossos jovens dão demonstração
de PAZ e são recebidos a balas?
Como acreditar num governo que ordena tanta violência contra as mãos de obra tão jovens que amanhã farão parte das nossas vidas?
Como acreditar numa farda criada para proteger cidadãos e nos dão um show de horror, dia após dia?
Como ver uma televisão, ler um jornal ou revista se os mesmos cumprem apenas o que o poder e o dinheiro querem?

Os jovens se levantaram para nos defender e peço a Deus que nenhuma vida seja levada por causa disso. Que Deus abençoe a todos eles. Tenho orgulho de estar viva para assistir esses jovens.

Vera Vilela.





terça-feira, fevereiro 26

YOANI SANCHEZ E REDE GLOBO

Viagem patrocinada pela Rede Globo (PIG).


segunda-feira, fevereiro 25

POCOYOZINHO MAIS LINDO DO MUNDO!

Meu neto Lucas Antonio fez 2 aninhos no sábado, dia 23/02. É uma alegria sem fim ter ele aqui comigo todos os dias e me chamando de "Vózinha pequena azul". Tudo o que ele ama muito é "azul".
Que Deus continue abençoando essa criança linda que veio ao mundo para me dar somente alegrias. Amo demais da conta, coisa sem explicação.


sábado, fevereiro 23

PARABÉNS LUCAS ANTONIO

Hoje é aniversário do maior amor da minha vida, o meu netinho LUCAS ANTONIO, o pequeno menino azul. O amor mais lindo, mais puro e sincero da minha vida. Hoje faz 2 anos que ele chegou pra dar um novo sentido à minha vida. 

Te amo meu Lucas, para sempre e além!




sexta-feira, fevereiro 22

VOCÊ CONHECE UMA FÁBRICA DE COSPLAY?

Você já viu uma fábrica de cosplay? Não? Conheça a fábrica da Cosplay Ltda (Action Corp) em um dia normal de trabalho... :)

Da Vivi e Gil, gente finíssima.

terça-feira, fevereiro 19

segunda-feira, agosto 29

ESPERA


Faltando muito pouco pra completar seus 96 anos, ele espera. Espera quase que todo o tempo: sozinho. Ainda há tanto pra falar, conversar, mas ele espera: sozinho. Às vezes em companhia de uma filha ou outra. Ele espera.
Tem esperanças ainda, tem planos. Sozinho. Agora tudo o que ele quer é uma viagem, com suas filhas, todas. Ele espera agora, por isso. Quem sabe uma despedida desses dias tão sofridos e sozinhos. Deitado em sua cama companheira, olhar perdido no teto do quarto já tão conhecido. Ele espera. De quando em vez uma linda e tão esperada surpresa de um filho homem pra conversar, contar, sonhar, mas, na maior parte do tempo: Sozinho.
Depois de tantos anos, tantas lutas, tantos sofrimentos, depois da perda de sua companheira, ele espera: Sozinho.
Assim é a vida: esperar, sozinho ou não, depende apenas do amor e da lembrança daqueles a quem ele dedicou seu existir.

quarta-feira, dezembro 1

DIÁLOGO NATALINO

DIÁLOGO NATALINO
Vera Vilela
01/12/2008

- Pai. Escrevi essa cartinha pro Papai Noel, você coloca ela no correio pra mim?
- Mas meu filho, você ainda acredita em Papai Noel?

-Claro pai! Porque eu não ia acreditar?
- Meu filho, Papai Noel não existe, quem compra seus presentes sou eu, todo ano. Eu compro e quem se dá bem é o velhote?

-Olha pai, não fala assim, que o Papai Noel não gosta.
-Você já está bem grandinho e precisa parar de acreditar nessas besteiras.

-Filho, você não acha estranho um velho barrigudo de barbas brancas levar presentes pras crianças no mundo todo? Se fosse verdade já teriam proibido ele de trabalhar, sabe como é... lei do idoso.
-Pai. Ele é velho, mas é santo, ele pode tudo e consegue entregar presentes no mundo todo, é assim quase igual o super-homem, só que o super-homem não existe né?

-E aquela roupa ridícula, toda vermelha e quente pra burro, num calor como o nosso o que um homem faz vestido assim.
-Puff! Ai pai você não entende mesmo, não vê que ele mora lá naquele lugar cheio de neve?

-Mas aqui não tem neve filho.
-Mas lá em cima nas nuvens é muito frio né pai?

-É filho é muito frio.
-Então...

-Mas aquele trenó com renas mágicas, onde já se viu?
-E você queria que ele andasse do que? De trem? De avião?

-Tá certo filho, de avião ele não daria conta de entregar tudo.
-Viu pai? Aprendeu?

-Mas se eu te disser filho, que nunca coloquei suas cartinhas no correio? Que eu as jogo fora sempre?
-Eu vou achar que o Papai Noel é ainda melhor do que pensei, porque ele adivinha meus pedidos.

-Filho. Se você nunca viu o Papai Noel como sabe que ele existe?
-Do mesmo jeito que eu sei que você me ama, papai. Não dá pra ver o seu amor.

-É filho. Vou correndo levar sua cartinha ao correio.
-Tá bom pai, mas não vai entregar pro Papai Noel do shopping, aquele é falso, a barba tem elástico.